Categorias
Estado de Sítio

Opiniões, questões e afins

Por Ana Raimundo Santos

No dia 21 de Agosto, o governo sírio deu ordem para que fossem bombardeados os seus civis com gás sarin [1] — uma arma de destruição em massa altamente letal e cujo fabrico e armazenamento se encontram proibidos desde 1993 [2], pela Convenção sobre Armas Químicas.

Perante este ato bárbaro que indignou a comunidade internacional e cujas imagens de dezenas de crianças mortas chocaram o mundo, os EUA resolveram envidar esforços no sentido de desencadear um ataque armado contra a Síria de modo a depor o seu Governo [3].

Hoje não irei comentar de forma incisiva a questão da Síria, ao contrário do que seria de esperar pelos que me conhecem de perto — as minhas opiniões são fortes e vincadas; no entanto, neste primeiro momento gostaria de ouvir as vossas. Assim, resolvi deixar aqui, como desafio aos que me leem, algumas questões que suscitei a mim própria no decurso das últimas semanas, e na sequência dos acontecimentos naquele país:

  • Será a existência de armas químicas na Síria uma realidade mais verosímil do que era a do Iraque?
  • Terá o ataque na Síria sido efetivamente perpetrado com gás sarin?
  • Qual o papel do Irão neste contexto? Terá apenas ajudado a Síria a produzir o gás sarin utilizado, ou existirá uma intenção sub-reptícia de provocar, finalmente, uma guerra violenta naquela região do globo?
  • Estarão os Sírios assim com tanta vontade de ver o seu país invadido e atacado por tropas estrangeiras e vê-las ficar anos a fio no seu território sem nada poderem fazer para efetivamente se livrarem de um novo jugo, à semelhança do que viram acontecer no Iraque?
  • Qual a verdadeira opinião da comunidade internacional perante um ataque à Síria?
  • Por que será que o povo norte-americano se está a mostrar tão desfavorável a um ataque militar à Síria?

Estas são apenas algumas das questões que me têm ocupado o pensamento nas últimas semanas. Gostava de saber as vossas opiniões. Como diria um amigo meu, é da multiplicidade de ideias e opiniões que se vai construindo o conhecimento e a sabedoria. Se esta frase pertence a alguém famoso, ou não, não sei, mas que tendo a concordar, lá isso tendo.

Um comentário a “Opiniões, questões e afins”

Acho que são questões muito interessantes que levantas. Há um artigo publicado no Washington Post (« http://www.washingtonpost.com/blogs/worldviews/wp/2013/08/29/9-questions-about-syria-you-were-too-embarrassed-to-ask/ ») que aborda alguns dos tópicos que tu também referes, entre alguma palha (necessária para americano ler e se inteirar de que WORLD Series talvez não seja um nome adequado para um campeonato que se disputa apenas nos Estados Unidos).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *