Categorias
Crónicas Altitude

Para onde caminha o ensino?!

Por Hélder Oliveira Coelho

Desconheço a veracidade do texto que se segue, todavia, achei que era tão tristemente delicioso que sou obrigado a publicar. Custa-me a acreditar que tenha sido escrito tal qual se apresenta. Decerto se trata de uma brincadeira… mas, não tardará, assim haverá gente! Se é que já não há!

Geração Phoenix, Zonix, Vodafonix, Uzix, Tmnix, Optimix e outras tantas terminadas em ix…

Composição «O pipol e a escola». Se não entenderem à primeira, tentem uma segunda vez.

Redaxão

O pipol e a escola

Eu axo q os alunos n devem d xumbar qd n vam á escola. Pq o aluno tb tem Direitos e se n vai á escola latrá os seus motivos pq isto tb é perciso ver q á razões qd um aluno não vai á escola. Primeiros a peçoa n se sente motivada pq axa q a escola e a iducação estam uma beca sobre alurizadas.

Valáver, o q é q intereça a um bacano se o quelima de trásosmontes é munto Montanhoso? Ou se a ecuação é exdruxula ou alcalina? Ou cuantas estrofes tem um cuadrado? Ou se um angulo é paleolitico ou espongiforme? Hã?

E ópois os setores ainda xutam preguntas parvas tipo cuantos cantos tem ‘os Lesiades”s, q é u m livro xato e q n foi escrevido c/ palavras normais mas q no aspequeto é como outro qq e só pode ter 4 cantos comós outros, daaaah.

Ás veses o pipol ainda tenta tar cos abanos em on, mas os bitaites dos profes até dam gomitos e a Malta re-sentesse, outro dia um arrotou q os jovens n tem abitos de leitura e q a Malta n sabemos ler nem escrever e a sorte do gimbras foi q ele h-xoce bué da rapido e só o ‘garra de lin-chao’ é q conceguiu assertar lhe com um sapato. Atão agora aviamos de ler tudo qt é livro desde o Camóes até á idade média e por aí fora, qués ver???

O pipol tem é q aprender cenas q intressam como na minha escola q á um curço de otelaria e a Malta aprendemos a faser lã pereias e ovos mois e piças de xicolate q são assim tipo as pecialidades da rejião e ópois pudemos ganhar um gravetame do camandro. Ah poizé. Tarei a inzajerar?

Texto retirado de uma prova livre de Língua Portuguesa, realizada por um aluno do 9.º ano, na Escola Secundária de Caldas da Rainha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *