Categorias
Consultório da Ria

A próstata

Por Carlos Lima

A próstata é uma glândula exócrina (segrega para o exterior) e faz parte do sistema reprodutor masculino. Tem a forma dum anel a envolver a uretra. Encontra-se logo à saída da bexiga; tem aproximadamente o tamanho duma noz e pesa cerca de vinte gramas no adulto. É pequena ao nascimento e aumenta lentamente ao longo da infância, para ter um crescimento rápido na puberdade, atingindo a estabilidade cerca dos trinta anos.

A função da próstata é a produção de líquidos nutritivos e de enzimas para os espermatozóides. As enzimas promovem a coagulação dos espermatozóides durante a fase de libertação na ejaculação, para os manter juntos, e até cerca de dez minutos após a ejaculação; posteriormente a isso, promovem a liquefacção e a mobilidade, além de os alimentarem. A próstata também produz lisozima, que é uma enzima antibiótica. O antigénio específico da próstata, conhecido como PSA, é uma das enzimas mais conhecidas que intervêm neste processo e é utilizada para rastreio do cancro da próstata, através do seu doseamento sanguíneo; no entanto, nem toda a elevação do PSA é sinal de cancro, embora seja sempre um sinal de alerta importante. Cabe ao seu técnico de saúde uma clarificação mais completa, através de exames complementares.

O líquido produzido pela próstata tem um aspecto leitoso e ligeiramente ácido, representando cerca de 25% do volume total do sémen. A secreção prostática é gerada no parênquima e drenada pelos canais prostáticos. Como os canais das vesículas seminais atravessam a próstata, misturam os líquidos prostáticos com os líquidos seminais. A próstata possui músculo liso (de contracção involuntária), que, durante o período ejaculatório e em conjunto com os músculos pélvicos, contribui para expelir o sémen em jacto.

É irrigada pelas artérias pudenda interna, vesical inferior e rectal média. A drenagem sanguínea é feita pela veia ilíaca interna. É inervada pelo nervo hipogástrico inferior. A drenagem linfática é feita para os gânglios linfáticos ilíacos; a sua grande drenagem linfática contribui para a disseminação fácil do cancro da próstata. A próstata ajuda na transformação da testosterona e é influenciada por esta.

As doenças que mais afectam a próstata são as infecções, a hipertrofia da próstata (ou seja, um aumento benigno do volume da próstata) e os tumores benignos e malignos. Como a próstata é um anel que circunda a uretra, qualquer alteração nesta tem implicações urinárias. Estas alterações urinárias são tão mais graves e preocupantes quanto maior é a obstrução à passagem da urina, podendo mesmo afectar os rins, a montante, e, com estes, todo o organismo. Cria também condições para a ocorrência de infecções urinárias. A solução para a obstrução da uretra passa pela remoção total ou parcial da próstata. O cancro da próstata ainda mata muitos homens; uma vigilância regular após os quarenta ou cinquenta anos é uma boa forma de identificar precocemente a situação e de não a deixar evoluir. A próstata encontra-se próxima de várias estruturas e, quando é afectada, a bexiga e o recto são frequentemente atingidos. O tabagismo continuado está associado ao aumento do risco de cancro da próstata.

Apesar da próstata ser um órgão interno, está envolvida no prazer sexual, o que acontece ao nível dos genitais exteriores, que a influenciam; por isso, uma boa higiene sexual e a prevenção de infecções sexualmente transmissíveis, não fumar e um acompanhamento médico regular acima dos quarenta anos podem ajudar a manter uma próstata saudável. Divirta-se…

Saúde!

Um comentário a “A próstata”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *