Categorias
Dias Passados

As festas de aniversário holandesas

Por Gustavo Martins-Coelho

Nos dias que passaram, não cheguei a acabar de dizer tudo o que tinha para especular sobre as festas de aniversário holandesas, porque os restaurantes gourmet e o Artur Albarran se intrometeram [1].

Para evitar o constrangimento dalguns comensais poderem não ser admitidos nos restaurantes nouvelle cuisine holandeses por falta de habilitações académicas [2], ou talvez só pelo preço dos menus, as festas de aniversário, na Holanda, são usualmente domésticas. Agora que penso nisso, talvez os restaurantes sirvam nouvelle cuisine por falta de vieille cuisine [3]. Mas não divaguemos. Chegados a casa do aniversariante, vemos as cadeiras dispostas em círculo. Vamo-nos sentando nesse círculo e somos apresentados a todos os presentes, para darmos início a uma espécie de reunião dos alcoólicos anónimos, em que vamos fazendo conversa num círculo de pessoas que mal conhecemos, mas, desta feita, sem limitações de consumo.

Os Holandeses levam tantas bebidas para as festas a que vão, que, frequentemente, não cabe tudo no frigorífico do anfitrião. Felizmente, em grande parte do ano, é possível deixar o frio e a neve encarregarem-se de fazer as vezes de frigorífico. Abre-se a janela e põe-se uma grade na varanda, ou no quintal, e vai-se lá ao armazém buscar uma cerveja fresquinha sempre que der a sede.

Chega, entretanto, a hora de soprar as velas e comer o bolo. Os Holandeses têm a sua própria canção para estas ocasiões, mas nunca a ouvi. Aparentemente, segundo me explicaram, é tão agradável ao ouvido que eles preferem cantar «happy birthday to you», mesmo sendo numa língua estrangeira. Deve ser para condizer com a gastronomia [3].

Apesar de tudo, diverti-me imenso nas festas de aniversário a que fui na Holanda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *