Categorias
Dias Passados

Pequenos rituais

Por Gustavo Martins-Coelho

Aqueles cinco minutinhos à espera de que o despertador toque a segunda vez são preciosos. E quem diz cinco minutos diz uma hora.

Sair de casa com a sensação de que se esqueceu alguma coisa… Acontece-me sempre! Normalmente, acerto.

Quando vivia na Holanda, tinha estes e outros pequenos rituais. Sabia que tinha sessão de vídeo (não gosto da palavra DVD, por não ser uma palavra) com amigos às Quintas e aos Domingos (chamávamos-lhe «mini bioscoop» — mini-cinema em Neerlandês — só para armar ao pingarelho) e Language Café [1] (no fundo, também mais um encontro de amigos) às Quartas. Outros pequenos rituais foram surgindo e acabando, conforme as circunstâncias. Quinzenalmente às Terças, ia a Amesterdão jantar com um amigo holandês, que queria melhorar o seu Português; esse hábito perdeu-se e, mais tarde, foi substituído por jantar quase semanal com outro grande amigo, aproveitando o dia em que a sua namorada de então tinha também a sua rotina — jantar com as amigas da faculdade. Mais para o final da minha estadia no país, passou a haver ténis de mesa e matraquilhos às Sextas e lasertag [2] uma vez por mês, ao Sábado à tarde. Não era preciso ir a todos os eventos todos os dias; bastava saber que o ritual se cumpria, comigo ou sem mim; não era preciso andar sempre a combinar, a convidar, a confirmar.

Gostava destes pequenos rituais. Li não sei onde que criar rotinas ajuda a combater o estresse e a manter as relações a funcionar. Um dia fixo para um jantar romântico — de preferência os dois juntos [3]!

Parece que também aumenta a produtividade no local de trabalho, mas isso agora não interessa nada.

Infelizmente, um homem simples, de gostos parcos, tem mais dificuldade em vê-los satisfeitos do que outro mais exigente. Quando perante uma pessoa conhecida pela dificuldade em contentar-se, faz-se um esforço superior em agradar. Ao outro, que se satisfaz com qualquer coisinha, dá-se-lhe o mínimo indispensável.

Um comentário a “Pequenos rituais”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *