Categorias
Dias Passados

Frases não tão memoráveis quanto isso que fui ouvindo por aí e hoje me apeteceu partilhar…

Por Gustavo Martins-Coelho

Num congresso internacional, disse um palestrante português:

— Testosterone is transformated in estrogéneos.

Não é o único com problemas linguísticos. Um dia destes, ouvi-me a falar Francês, numa gravação. Francês com sotaque do Porto é horrível. Fui para Paris. Os Franceses a falar Inglês são hilariantes!

Disse-me um colega, no hospital:

— Uma velhota afásica [1] chamou-me filho da puta, por isso tenho de ir lá abaixo falar com ela.

Nem quero saber o que ela lhe terá dito pessoalmente!

Um professor, numa aula explicou que:

— A guanilcíclase converte a CGTP em GMP cíclico.

Avante, enzima-camarada!

Ouvi alguém a falar ao telefone, no autocarro:

— Encontramo-nos lá para as cinco e meia. Mas cinco e meia para ti é tipo sete?

Os Portugueses sempre primaram pela pontualidade.

Ia na rua e deparei-me com um anúncio de que, na casa em cuja janela estava afixado o papel, «alugam-se esgritórios». Devem ser salas insonorizadas, aonde as pessoas vão para gritar quando estão muito enervadas. É terapêutico. Ou isso, ou atirar pratos contra a parede.

Na reunião do serviço:

— Ela tem um aspecto horrível, mas é mesmo dela.

Podia esforçar-se para ter aquele aspecto horrível, mas, ao que parece, sai-lhe naturalmente. Talentos!

Num dia como qualquer outro:

— Por que é que só os doentes com VIH é que são discriminados? Por que é que ninguém discrimina os diabéticos, hein?

Toda a gente devia ter o direito a ser discriminada uma vez na vida.

Outra conversa ao telefone:

— Vou apanhar agora o autocarro, depois vou para casa, janto e vou ter contigo.

Como estava ao lado da pessoa de cá, não pude ouvir o que a outra lhe respondeu de lá. Mas, pela resposta elucidativa, depreendi e arrisco afirmar que tivesse sido qualquer coisa como:

— Aonde?

A resposta do lado de cá:

— Ao Facebook, claro!

Deve ser o novo bar da moda.

Mas a frase do milénio será sempre esta:

— Não é difícil perceber que a Justiça em Portugal está pela rua da amargura: basta compará-la com o que se vê no «CSI»!

Para pôr a cereja em cima do bolo, esta preciosidade foi dita por uma pessoa formada em Bioquímica!

0 comentários a “Frases não tão memoráveis quanto isso que fui ouvindo por aí e hoje me apeteceu partilhar…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *