Categorias
Mil Palavras

Energias renováveis — a «pesada» herança socrática

Por Gustavo Martins-Coelho

Energias RenováveisNo eixo das ordenadas, encontra-se a percentagem de energia consumida em cada país da União Europeia (bem como globalmente em toda a UE) que é proveniente de fontes renováveis.

O eixo das abcissas identifica os vinte e oito países que integram a União Europeia, bem como a UE globalmente (à direita). Cada barra azul representa um ano, bienalmente entre 2005 e 2012 (Portugal encontra-se destacado a verde), enquanto a barra vermelha representa o objectivo a atingir em 2020 [1].

Em 2011, já quatro países tinham atingido o seu objectivo nacional: a Bulgária, a Dinamarca (neste caso, o objectivo foi mesmo largamente excedido), a Estónia e a Suécia. Portugal cresceu de 19,5% de fontes renováveis, em 2005, para 24,5%, em 2011, ainda aquém dos 31% a que se comprometeu para 2020 [1]. Desde 2009 que não se verifica nenhum crescimento significativo da proporção de fontes renováveis na energia consumida em Portugal.

Os dados utilizados na construção deste gráfico provêm da base do Eurostat [2].

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *