Categorias
Dias Passados

Especulações e festas de aniversário

Por Gustavo Martins-Coelho

Querer é poder, dizem por aí à boca cheia. Todavia, a verdade é que não é. É sumamente possível querer, mas não poder, ou poder, mas não querer. Acontece-me todos os dias. É a moda da distribuição no mundo, atrevo-me a especular.

O verbo «especular» terá alguma coisa a ver com o nome «espéculo»? A proximidade fonética intriga-me.

Foneticamente, faz-me também lembrar «spekulaas», palavra holandesa para definir um biscoito local de que nunca gostei, mas que sempre comi enquanto lá vivi, só para me fazer simpático aos olhos dos meus anfitriões. É muito apreciado pelos autóctones e recomendado como algo a experimentar obrigatoriamente pelos alóctones. Não é de admirar o orgulho holandês no spekulaas, num país cujo expoente gastronómico máximo é uma salsicha com puré de batata e cenoura cozida, cortada às rodelas [1].

As festas de aniversário holandesas são do mais inesperadamente maravilhoso que se possa encontrar. Frequentemente, são temáticas. Como, na Holanda, não se celebra o Carnaval — isso é festa para o Limburgo [2], que, como todo o holandês que se preze faz questão de notar, é um território belga erroneamente administrado pelo governo de Haia (ou será governo de Amesterdão? — a capital é Amesterdão, mas a sede do governo é em Haia; a qual das duas se deve atribuir o governo, então, nesta expressão metonímica tão usada pelos jornalistas?) — dizia eu, como, na Holanda, não se celebra o Carnaval, todas as desculpas são boas para uma pessoa se mascarar. Portanto, é frequente ver, em qualquer altura do ano, gurus embrulhados em lençóis a cantar alegremente o Hare Krishna no metro, ou cavaleiros Jedi a tentar fazer uso da Força para pôr as compras no saco do supermercado — compras essas que, habitualmente, envolvem bastante álcool, porque uma outra tradição das festas, de aniversário ou não, holandesas é cada convidado levar álcool bebível suficiente para desinfectar um hospital inteiro. Raramente sobra algum.

0 comentários a “Especulações e festas de aniversário”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *