Categorias
Estado de Sítio

Esquizofrenia popular colectiva — para reflectir!

Por Ana Raimundo Santos

É certo e sabido que, em Portugal, até há bem poucos anos, era raro alguém ser investigado e julgado por corrupção. É igualmente certo e sabido que muito poucos foram aqueles cujos julgamentos culminaram numa condenação efectiva, com direito a pena de prisão e tudo.

Ora, quando um político é investigado e detido por suspeita de corrupção, o povo levanta-se, aplaude-se e regozija-se, numa manifestação clara e inequívoca de esquizofrenia popular conjunta. Este estado de loucura colectiva aumenta exponencialmente, quando o arguido em causa é um ex-primeiro-ministro alvo de antipatia generalizada.

Consigo compreender a euforia do povo no primeiro instante em que sente que, finalmente, está a fazer-se justiça.

Mas, meus senhores, é tempo de assentar os pés no chão e perceber a verdade cruel e inegável por trás de tudo isto: o arguido em causa foi primeiro-ministro deste País durante seis anos!!!

Seis anos??? Sim, seis anos!

Ou seja, para além de ter sido eleito, foi reeleito!!!

É verdade, os senhores que hoje clamam justiça, que aplaudem de pé a prisão preventiva de José Sócrates, parem para pensar numa coisa simples: por mais culpado que seja, aquele homem não se elegeu a si próprio — foi eleito e reeleito pelo povo que agora o julga na praça pública e já o condenou, antes de quem de direito o fazer.

Não, esta crónica não é uma defesa de José Sócrates, é antes uma chamada de atenção e um apelo à consciência dos que me lêem para que exerçam os seus deveres e direitos cívicos de forma consciente e coerente.

Votar e eleger um político é validar até ao final do mandato a sua atuação e as suas decisões.

Reelegê-lo é validar o mandato anterior e pedir, se não melhor, pelo menos mais do mesmo.

Podemos espernear à vontade, mas a verdade é que temos os políticos que escolhemos!

E o resto é conversa!

Pensemos nisto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *