Categorias
Mil Palavras

Estudar na Europa e o programa Erasmus

Por Gustavo Martins-Coelho

2014121500

Por vezes, melhor do que uma imagem, só uma tabela. É o caso da tabela acima, que representa o número de estudantes enviados e recebidos, por cada país da UE e pelos Estados associados, no ano lectivo 2012/2013, no âmbito do programa Erasmus [1].

Espanha foi o país que mais beneficiou do Programa, nesse ano lectivo, tendo enviado 39.249 estudantes e recebido 40.202. Sem grande surpresa, dada a sua dimensão, o país que menos estudantes recebeu (62) e enviou (26) foi o Listenstaine. O par de países que mais estudantes trocou entre si foi Espanha e Itália, tendo enviado e recebido, no total, 15.465 estudantes. No outro extremo, houve vários pares de países que não trocaram estudantes entre si. O país de destino (entendendo por país de destino aquele em que o número de estudantes recebidos excede o número de estudantes enviados, conforme os valores assinalados nas células cinzentas da tabela) por excelência é o Reino Unido, enquanto o principal país de origem (definido como qualquer país em que o número de estudantes que sai é superior ao número de estudantes que entra) é a Turquia.

Os dados provêm da Comissão Europeia [2].

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *